PASSEIO BÁSICO EM LIVERPOOL


Muitos leitores me fizeram a mesma pergunta nas últimas semanas: "Só vou passar um dia em Liverpool. O que devo conhecer na cidade em tão pouco tempo? ". Decidi escrever um post sobre o assunto e dar minhas sugestōes dos pontos turísticos imperdíveis para quem vai fazer uma visita vapt-vupt na cidade. Divido os passeios em três partes: manhã, tarde e noite.

Pela manhã: Para começar, recomendo um passeio num daqueles ônibus de turismo coloridos (aqui é vermelho), de dois andares, que percorre todos os principais sites de Liverpool e permite que o passageiro desça nas paradas que quiser. É ótimo para ter uma visão geral e inicial da cidade. Detalhes sobre esse passeio aqui

Eu aconselho começar e terminar o passeio de ônibus no Albert Dock - um gigantesco ( cerca de 12 mil metros quadrados !) playground dos moradores da cidade. Antiga zona portuária  de Liverpool - a cidade se desenvolveu nos séculos XVII e XVIII em função do movimentado porto -, o Albert Dock enfrentou, a partir do século XX, um longo período de abandono e marginalização. Até que, em 1988, um projeto urbanístico revitalizou o local de maneira espetacular. O local é lindo mesmo - pubs, restaurantes, lojas, cafés e alguns dos mais importantes museus da cidade (como a Tate Gallery, Museum of Liverpool, o Beatles Story e Museu Marítimo ) funcionam ali agora. 

Que tal agora um tour a pé pelo centro da cidade? Para começar, aproveite para apreciar três prédios que se impōem pertinho do Albert Dock:  o principal é o Royal Liver Building, com seus 90 metros de altura. No topo do edifício, inaugurado em 1911, você pode ver os dois pássaros (liver birds) que dão nome ao prédio e, segundo a lenda, protegem a cidade. Do seu lado estão o Cunard Building (1914/16) e o Port of the Liverpool Building (1903/1907) - esses três prédios imponentes são cartão-postal da cidade. 

Do outro lado da rua você pode avistar a St Nicholas Church, do século XVII. Repare como a igreja histórica convive harmoniosamente com edifícios modernos construídos no século XX e que situam-se ao seu redor - esforço de revitalização depois dos bombardeios que aconteceram durante a Segunda Guerra Mundial.


Da esquerda: o Albert Dock; detalhes dos pássaros no topo do Liver Buildings e do Port of Liverpool Building -  com a estátua do Price Albert (marido da rainha Victoria) na frente

Da igreja, siga duas quadras pela Water Street em direção ao centro da cidade. Aprecie a arquitetura dos prédios antigos - muitas deles preciosidades da era vitoriana. Como em todas as cidades da Inglaterra, prédios e construções com importância histórica são cuidadosamente identificados e preservados (são chamados de 'listed buildings'). Em Liverpool, são 2500 (!) construções identificadas, seja por seu valor histórico, arquitetônico ou cultural. Elas não podem ser demolidas ou alteradas a não ser com permissão especial das autoridades.


Na esquina da Water Street com a Castle Street, você avista um desses prédios históricos lindos e bem conservados: a sede da Prefeitura (Town Hall), construída em meados do século XVIII. Vire à direita na Castle Street e siga por duas quadras. Você vai dar numa pracinha, a Derby Square, onde localiza-se o Monumento à Rainha Victoria (1906). Se tem um personagem popular em Liverpool é a rainha Victoria. Há dezenas de referências à monarca pela cidade: estátuas, monumentos, nomes de ruas, pubs.


Em cima: o prédio da Prefeitura (Town House). Em baixo: o Cavern Club e eu e John Lennon
Na Derby Square, vire à esquerda e siga pela Lord Street. Ande duas quadras pela Lord Street até avistar, à sua direita, a grande loja de departamentos DebehamnsVocê vai perceber que a partir daí a Lord Street se transforma numa rua para pedestres. Você chegou no centro comercial da cidade: todas as badaladas lojas de fast fashion (como Top Shop, H& M, French Connection, Next ) e grifes mais chiques (como Armani, Hugo Boss, LK Bennet ) estão por aí. O complexo de lojas inclui ainda um shopping aberto (chamado de Liverpool One) que tem um terraço charmoso com restaurantes, bares e cinema. Essa área é um verdadeiro paraíso de compras;  são dezenas e mais dezenas de lojas.

Depois de todo essa caminhada você deve estar com fome. Faça como os ingleses: opte por um almoço light e rápido (além de pubs, há muitos restaurantes em Liverpool One -  o do Jamie Oliver é nessa área).


À tarde: Não se esbalde demais nas compras - guarde energia para conhecer aquela que talvez seja a mais famosa atração da cidade: a Mathew Sreet , onde está localizado o Cavern Club - palco da primeira apresentação dos Beatles. A rua é repleta de pubs, restaurantes e bares com música ao vivo - todos os lugares fazendo homenagem à banda. Tire uma foto ao lado da estátua de John Lennon e curta o clima rock and roll.

Finalmente, para terminar a tardesiga pela Victoria Street até o St John's Gardens. Ao seu redor você avista um conjunto de prédios históricos lindos, no estilo neoclássico. São eles:  a Walker Gallery (uma das mais importantes galeria de arte da cidade), o World Museum (Museu de História Natural), a Liverpool Central Library e o St George's Hall (que abriga serviços públicos municipais - entre eles o cartório geral da cidade, e que, por ser absolutamente lindo, é super popular entre os noivos na cidade. Eu casei ali !). 

St George's Hall, lindo prédio - tanto pela manhã ou à noite

Eu aprendi num curso sobre a arquitetura dos prédios de Liverpool que o estilo Neoclássico  dominou a cidade nos séculos XVIII e XIX. Os comerciantes, governantes e políticos locais, orgulhosos do desenvolvimento da cidade - super importante porto comercial da Europa - queriam ostentar a riqueza local através da arquitetura dos prédios. Resultado: o estilo de muitos prédios públicos e comerciais construídos nessa época favorece grandiosas colunas e materiais nobres (mármore e granito) -  seguindo o modelo dos templos greco-romanos e das construções do renascimento italiano.  

Vale a pena entrar na biblioteca: é belíssima por dentro. Depois de três anos de reforma e um investimento pesado de 55 milhōes de libras, a Liverpool Central Library reabriu suas portas ao público no ano passado.Fiz um post aqui sobre a reforma, que equilibrou lindamente as características históricas do prédio de 153 anos e das belíssimas salas de leitura com um ousado projeto arquitetônico.

À noite: se você fizer toda essa caminhada a pé, deve ficar cansadinho e com fome. Nada melhor que aproveitar para relaxar num legítimo pub. É o que não falta em Liverpool - cada esquina tem um. Ainda tem fôlego para aproveitar a vida cultural e noturna da cidade? Cheque para ver qual peça ou musical está sendo apresentado no Empire Theatre, no Playhouse, Royal Court ou The Everyman. Ou quem sabe você prefira assistir a um concertos de música clássica na Phillarmonic ou show no Eco Arena? Há ainda a opção de esticar numa das muitas casas noturnas (para todos os gostos, segundo a dica do Fabrício , que mora em Liverpool há dois anos),  localizadas na Concert Square.

É claro que existem muitos outros pontos turísticos interessantes em Liverpool - se você tiver tempo não deixe de visitá-los:

Chinatown
A igreja bombardeada de Liverpool
Mansão Tudor
Sefton Park
Passeio pelo rio Mersey 
Praia em Liverpool
Restaurante com vista linda !
Outlet de grifes


Gostou? Compartilhe:

Um comentário: